testeira-loja

Manuel Pedro Pacavira foi um dos escritores angolanos cuja obra se centra num espaço peri-urbano

Não é sempre que a morte de alguém consegue comover tanta gente dos mais variados estratos socio-económicos, movendo-os a despir ideologias, cores partidárias, culturais e até mesmo ultrapassar divergências para, numa só voz, lamentar tal perda. Manuel Pedro Pacavira foi um dos escritores angolanos cuja obra se centra num espaço peri-urbano, onde viveu e onde buscou influências literárias.

 

Há momentos até em que as condoídas e ricas palavras que enchem as comunicações de pesar não passam de lugares comuns, reflectindo, talvez e apenas, o cumprimento de um dever imposto pela função ou posição que se assume na comunidade, tornando-as impessoais e mecanizadas. Mas não é este o caso da morte de Manuel Pedro Pacavira, que comoveu angolanos das mais variadas camadas socio-económicas, com destaque para aqueles que o tinham como chefe, amigo, conselheiro, colega, pai, irmão. Que o tinham como camarada!

"Lamento, filha ter-te magoado!.. Não me magoou nada, mas é preciso ver como falar e onde!... Compreendo e tem razão. Eu só falei por falar, aí confesso. Conheço bem o Governador. Então, não vimos aqui o que ele fez em menos de um ano? !... Em 91/92!... Ainda bem que se recordam . Mas olha, o vosso parente tem agora muitos inimigos. O meu filho que veio do Dondo ele me contou tudo. O combatido pelos colaboradores em que depositava maior confiança"...

In: Ndalatando em Chamas – Página - .31

Manuel Pedro Pacavira nasceu no Golungo-Alto, Província do Kuanza Norte a 14 de Outubro de 1939. Licenciado em Ciências Sociais.

"E depois não há patrulha nem nada ás noites apesar dos carros de patrulhas que temos aqui . para já são dois carros que só servem para eles comandantes andarem. Porque que os seus próprios carros de serviço andam, em Luanda, com as famílias deles e você camarada Governador que estás a fazer que não toma as devidas medidas?... O que é que se está a passar consigo?!... E nisso tomou a palavra um outro soba: Se precisa ajuda, nós os sobas estamos prontos pra escrevermos ou irmos até Luanda falar com o camarada Presidente".

In Ndalatando em Chamas – Página - 35

Membro da União dos Escritores Angolanos, tem publicada as seguintes obras literárias: Gentes do Mato e Nzinga Mbandi.

Foi com profunda dor e consternação que o colectivo de membros, colaboradores e funcionários da União dos Escritores Angolanos, tomaram o conhecimento do passamento físico de Manuel Pedro Pacavira, escritor e membro da Uea, nesta hora de dor e luto, rendemos homenagem e endereçamos a família enlutada as mais sentidas condolências.

UEA-Digital, Seomara Santos

Ler 710 vezes

Contacto

AV. Ho-Chi-Min, Largo das Escolas
1.º de Maio - CEP 2767 Luanda

Telefone: (222) 322 421 Fax: (222) 323 205

e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Blogs

blogspotuea1    blogspotueamulembeira           blogspotueanguimba
         
ytlogo2   blog-poetenladen   logotips