testeira-loja

União dos Escritores homenageia Henrique Guerra

O artista plástico, poeta e prosador foi homenageado quarta-feira, 26, pela União dos Escritores Angolanos (UEA), que contou com a presencia de ensaístas, escritores e investigadores

Homenagedo no lançamento do seu livro, intitulado "O Tocador de Quissanje", seis contos que o autor julgava perdidos e que se encontravam com um conterrâneo e amigo.

O escritor, disse que este reconhecimento coroa uma missão que tomou para si. "Criei a história de que foi o povo angolano que me deu a missão de defender a cultura e a arte angolano".

A obra foi apresentada por Justino Pinto de Andrade e junta contos que o autor julgava perdidos, mas que estavam na posse do seu contemporâneo e amigo Cândido da Velha, que guardou vários escritos de Henrique Guerra durante décadas.

"Desde aos seus primeiros passos, ao estilo característico de bons escritores, Henrique Guerra, soube definir as linhas que norteariam a sua escrita, o que ainda hoje, a tornam num exemplo quando se fala de fidelidade aos conflitos sociais", salientou Justino Pinto de Andrade .

No prefácio, Irene Guerra Marques escreve: "O Tocador de Quissanje, obra que engloba seis contos, constitui uma galeria de quadros sugestivos, onde a realidade colonial angolana, com todos os seus contrastes e contradições, se vai vislumbrando, descobrindo, transportando-nos quase para universos cinematográficos, sonhados em sequências feitas de planos milimetricamente enquadrados, onde paletas de cores se misturam com sons e pautas de músicas, subtilmente montados, ora por elipses, ora encadeados".

Entre 1964 e 1973, esteve oito anos e meio preso em Portugal, nas cadeias de Caxias e Aljube e no Forte de Peniche, sob a acusação de pertencer ao MPLA.

No seu percurso literário, exerceu as funções de Secretário das Actividades Culturais e também membro fundador da União Nacional dos Artistas Plásticos (UNAP), foi presidente da direcção desta associação nas suas duas primeiras comissões directivas.
Ainda na arte, o escritor publicou o "A Cubata Solitária" (Contos), 1962, "Quando Me Acontece Poesia (Poemas), 1976, "Alguns Poemas", 1978, "Angola – Estrutura Económica e Classes Sociais" (Ensaio) que vai já na quarta edição desde o seu lançamento em 1979, "O Círculo de Giz de Bombó" (Teatro) 1979 e "Três Histórias Populares (Contos), 1989.
Henrique Guerra, foi distinguido em 2013 com o diploma de Mérito, pelo Ministério da Cultura, pelo empenho e dedicação na valorização da literatura angolana desde a Geração da "Mensagem" e pelo seu trabalho de investigação na literatura tradicional e envolvimento noutras classes da cultura nacional.

UEA-Digital, Seomara Santos

Ler 972 vezes

Contacto

AV. Ho-Chi-Min, Largo das Escolas
1.º de Maio - CEP 2767 Luanda

Telefone: (222) 322 421 Fax: (222) 323 205

e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Blogs

blogspotuea1    blogspotueamulembeira           blogspotueanguimba
         
ytlogo2   blog-poetenladen   logotips