Imprimir esta página

Perdidos na Escuridão Destaque

Classifique este item
(7 votos)

«Havia muito barulho! Corri para a janela assustado para ver o que se passava. Lá fora, estendia-se um mar de pessoas – com catanas, armas na cintura, outros até sem camisola – gritando num tom muito alto. Eles queriam invadir a minha casa. Corri para a sala ainda descalço, para ver se entendia o facto. Estranhei o que vi. Meu pai suava, a sua lendária expressão de corajoso, pela primeira vez, não deixava em dúvidas o que ele realmente sentia naquele momento: Medo. A minha mãe fitou-me nos olhos chorando desesperada». Excerto da pág. 9

Informação Adicional

  • Autor: Claúdio Kiala
  • Genero: Prosa
  • Editora: UEA
  • Ano: 2010