Imprimir esta página

Vivencias

Classifique este item
(0 votos)
«Espero como quem espera em vão na contradição do espírito e na penumbra voando sílabas do teu nome que escrevi apagam-se com espumas do luar Espero como quem espera em vão o sono que não vem mas noites híbridas...» (Extracto da pág. 33)

Informação Adicional

  • Autor: Chó do Guri
  • Editora: UEA
  • Ano: 1996