Livro Online

A Prece dos Mal Amados

Classifique este item
(0 votos)
Pablo sentiu um fogo interior a consumi-lo, fosse de tez pálida, estaria da cor de um pimento vernelho. Considerou a possibilidade tombou sobre ele como se tivesse sido fulminan´do por um raio. Sentou-se na cadeira vazia ao lado e, tirando o lenço verde oliva do bolso, limpou o suor que gotejava de testa. África cada vez mais o agarrava, mesmo contra a sua vontade, há algum tempo que se dera conta que começara a ser suprsticioso, levava um fita vermelha amarrada no tornozelo, por dentro da meia, e que conseguira, até à altura, manter em segredo dos outros. Que justificação teria se, por descuido, lhe fosse perguntada a razão do gesto? Talvez deve-se substituí-la por uma verde oliva, as desculpas seriam mais verosímeis, poderia ser morto sem que se soubesse e o fardamento roubado pelo inimigo que também às vezes o usava para assaltar aldeias indefesas, assim aquela fita verde-oliva, que certamente passaria despercebida, seria testemunho imorredouro que aquele corpo era de um cubano valoroso, morto por cuba e pela revolução internacional...(extracto da Pág. 93)

Informação Adicional

  • Autor: Fragata De Morais
  • Editora: Chá de Caxinde
  • Ano: 2009

Contacto

AV. Ho-Chi-Min, Largo das Escolas
1.º de Maio - CEP 2767 Luanda

Telefone: (222) 322 421 Fax: (222) 323 205

e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Blogs

blogspotuea1    blogspotueamulembeira           blogspotueanguimba
         
ytlogo2   blog-poetenladen   logotips