Livro Online

Delirium, Marcha Lenta

Classifique este item
(0 votos)
Sobre a obra, Maria Nazareth Fonseca, Professora Doutora em Línguas Africanas, considerou o seguinte: «O título explora a imprevisibilidade de sentidos e, algumas vezes, a lógica de aproximações de termos que se realizam no âmbito da metáfora. A tendência maior dos poemas é cantar o «lastro penosíssimo» (p.11) de uma história que se faz de ais, gemidos, tristezas e de uma rotina metonimizada pelo verso «A minha vida é um milénio bárbaro de tédio» (p. 14). A temática da tristeza, do peso, do cansaço, por vezes se mostra de forma impermeável à compreensão dos sentidos que parecem sugeridos pela exploração de sememas que se deslocam entre o tédio, o espanto, e o prazer que pode estar apenas sugerido pelo «cheiro bom de caju e sexo e aguardente» (p. 47). A expressão poética mostra-se vigorosa e reveladora de um trabalho consistente com a linguagem, e a obscuridade presente em vários poemas reforça uma tendência que parece demonstrar que a linguagem poética precisa ser «descarnada» do contacto com o referente».

Informação Adicional

  • Autor: Cristóvão Neto
  • Editora: UEA
  • Ano: 2005

Contacto

AV. Ho-Chi-Min, Largo das Escolas
1.º de Maio - CEP 2767 Luanda

Telefone: (222) 322 421 Fax: (222) 323 205

e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Blogs

blogspotuea1    blogspotueamulembeira           blogspotueanguimba
         
ytlogo2   blog-poetenladen   logotips