Imprimir esta página

A Imagem da Mulher Na Trilogia de Camaxilo

Classifique este item
(1 Vote)
Sobre a obra, Fátima M. S. Fernandes, analista, teceu as seguintes considerações: «Maria Karaje, nesta sua obra, faz uma análise crítica, inteligente e coerente, do papel da mulher nas obras Terra Morta (1949), Viragem (1957) e A Chaga (1970), de Castro Soromenho. Importa salientar, desde logo, a escolha do autor em estudo: Castro Soromenho. Esta opção - como todas as que Maria Karaje efectua ao longo da sua obra - não é feita ao acaso. Como nos diz a autora: Castro Soromenho conseguiu a distinção de ser o primeiro romancista que melhor soube detectar e denunciar os meandros do sistema colonial. A humanidade da mensagem soromenha em que destaca o homem negro na sua dimensão humana faz do escritor Castro Soromenho um defensor dos direitos humanos. Castro Soromenho foi escolhido por defender os direitos do homem negro, os direitos do homem, em geral, e os direitos da mulher - como é visível na denúncia que faz da situação vivida pelas mulheres no início do século XX».

Informação Adicional

  • Autor: Maria Karaje
  • Editora: UEA
  • Ano: 2006