testeira-loja

Professora Yeda Pessoa de Castro, étno linguista, professora da Universidade do Estado Salvador da Baía é a convidada para esta edição cultural do Semanário Angolense, ouvimos de sua justiça sobre a produção literária em Angola, a questão a oralidade e da crítica literária e das Faculdades de letras ,que na opinião devia-se chamar Faculdade de Línguas e não de Letras, porque Letras na opinião da nossa  da nossa convidada mata à oralidade.

No seu bilhete de identidade, encontramos o nome de Carlos Sérgio Monteiro Ferreira. Autor de incontáveis crónicas, poesias e mérito na composição de canções, Cassé, como é também conhecido nas lides literárias e jornalísticas, fala da frustração e marco que teve a Brigada de Literatura Angolana, bem como do seu percurso literário.

 

Esta professora italiana de literatura em língua portuguesa em Viterbo, no seu país no se país, foi convidada pelo seminário Angolense para abordar sobre o que se faz essencialmente nos países  lusófonos de África em matéria de criação literária.
Para esta edição do espaço literário do Semanário Angolense, fomos ao encontro dos argumentos de razão do professor Petelo Nginamau Fidel, da Faculdade de Letras e Ciências Sociais da decana Universidade Agostinho Neto, para abordarmos alguns aspectos da nossa literatura, aquele académicos é defensor da angolanidade literária, da escrita da nossas literatura em línguas nacionais , valoriza profundamente o trabalhos desenvolvido pelo lendário escritor de feliz memoria Óscar Ribas, do papel que a Faculdade de Letras deve desempenhar e das editoras em Angola.

Contacto

AV. Ho-Chi-Min, Largo das Escolas
1.º de Maio - CEP 2767 Luanda

Telefone: (222) 322 421 Fax: (222) 323 205

e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Blogs

blogspotuea1    blogspotueamulembeira           blogspotueanguimba
         
ytlogo2   blog-poetenladen   logotips