testeira-loja

quinta, 14 janeiro 2010 19:27

Muita Parra e Pouco Sumo na UEA

Entrevista de: Adebayo Vunge

É assim que podemos caracterizar o momento que se vive na União dos Escritores Angolanos (UEA), na medida em que, segundo o Secretário Geral daquela pioneira associação cultural do Angola pós-independência, poucos têm sido os escritores que apresentam obras inéditas para edição e publicação.

 

Publicado em Entrevistas

Entrevista de Aguinaldo Cristóvão

Entre os seus talentos, as letras ocupam lugar privilegiado. Henrique Moutinho Abranches é um angolano que não precisa dizer que tem nacionalidade adquirida. Abriu portas para muitos no mundo da literatura e tem no seu histórico os rótulos de criador do primeiro livro angolano de ficção, de «obrigar» intelectuais a inferir o conceito de realismo animista que se atribui a muitos dos seus livros. A maturidade faz com que escreva obras que considera universais, ao mesmo tempo que reconhece que a literatura angolana já está na idade adulta.

 

Publicado em Entrevistas

entrevista de Aguinaldo Cristóvão

As interrogações que se colocam fora das formais conversas revelam, geralmente, importantes discussões. Homem de longo currículo e reconhecido «activismo» cultural, Jacques Arlindo dos Santos é dos escritores com quem se pode falar de uma infinidade de temas, pois neles actua. Mas, nesta entrevista, curiosamente, ele revela em dois momentos diferentes que, se pudesse, seria futebolista e depois empresário. Como contraponto, questiona a sobrevivência dos escritores angolanos.

 

 

 

Publicado em Entrevistas
quinta, 14 janeiro 2010 19:16

Da Extensão do Conto ao Romance

Entrevista de: Aguinaldo Cristóvão

Que mais pode dar prazer a um escritor do que escrever um livro prevendo factos e, precisamente na altura em que ele é editado, a literatura torna-se realidade. Maria Celestina Fernandes tem esse mérito. A escritora infanto-infantil, como prefere acentuar, nunca escondeu o amor que nutre pelas crianças. Amor esse que a deixa angustiada de ver menores a sofrer, sem a possibilidade de ler um livro, ou, na pior das hipóteses, sem saber ler.

 

 

 

Publicado em Entrevistas

Entrevista de: Ana Lopes de Sá

O meu primeiro contacto com o criador de Tamoda e Kahitu resultou não só nesta conversa, mas principalmente numa Amizade que se prolongou para além dele. Ao longo desta entrevista, sente-se o escritor, o homem de Estado e o mais-velho pronto a partilhar as suas personagens e as suas concretizações de vida, com incursões nos seus textos, em práticas ditas tradicionais ou na sua própria biografia.

 

Publicado em Entrevistas
quinta, 14 janeiro 2010 19:08

Entrevista À Revista Metamorfoses

PERGUNTA: Primeiramente, gostaríamos de conhecer alguns momentos da sua história pessoal. Que lembranças marcantes traz da infância, da adolescência, da família? Quando começou a despertar para as letras? Como foi a sua formação intelectual?
Publicado em Entrevistas

 

José Eduardo Agualusa é dos escritores angolanos que mais representa o país em fóruns internacionais onde se fala de cultura e literatura africana. Premiado com uma bolsa de criação pela fundação Calouste Gulbenkian, o autor de A Conjura concedeu, via on-line, uma entrevista exclusiva ao semanário angolano A Capital, que a UEA digital retoma.

 

 

 

Publicado em Entrevistas

Entrevista de: Aguinaldo Cristóvão

O jornalista e o escritor, embora em muito sejam diferentes, podem coabitar no mesmo homem. Ismael Mateus é dos mais conhecidos jornalistas angolanos emergidos na época pós eleitoral. Já tem no mercado dois livros literários e uma colectânea de crónicas difundidas na imprensa luandense. Na conversa, Ismael Mateus reitera que o jornalista é o cronista do seu tempo, e que ainda não se considera um escritor de facto. As explicações vêm a seguir.

 

Publicado em Entrevistas

Entrevista de: Aguinaldo Cristóvão

Três pensamentos caracterizam e podem resumir a filosofia de vida de Abreu Paxe, escritor angolano que recebeu pelo seu primeiro livro, A Chave no Repouso da Porta, o seu primeiro prémio literário. Para ele não há nada fácil, «tudo é difícil de se fazer». Nesta entrevista, Abreu Paxe explica também a importância da literatura infantil na maturidade de um escritor.

 

Publicado em Entrevistas

Entrevista de: Isaquiel Cori

Escritor de múltiplas facetas, cultivando a poesia, a narrativa, o ensaio e a crítica, caracterizando-se por uma permanente intenção de «marcar» o seu tempo, é vê-lo a fazer apresentações de livros e autores, a proferir palestras e a assinar textos em jornais. Jorge Macedo, aos 62 anos de idade, conserva um espírito juvenil, aberto ao diálogo. Na entrevista que poderá ler abaixo, Jorge Macedo fala sobre o futuro da língua portuguesa na literatura angolana, opina a respeito da aparente deslocação do centro de consagração dos escritores angolanos para Portugal e, ainda, sobre o tratamento literário do tema da História de Angola. Como não podia deixar de ser, dá a conhecer os seus, muitos, projectos literários. Mas, na condição de etno-musicólogo, fala também das suas pesquisas musicais relativas à marimba e ao semba. No fim, dá o seu ponto de vista sobre o futuro de Angola em paz, bem como sobre África, este tão sofrido continente.

 

Publicado em Entrevistas
Pág. 7 de 8

Contacto

AV. Ho-Chi-Min, Largo das Escolas
1.º de Maio - CEP 2767 Luanda

Telefone: (222) 322 421 Fax: (222) 323 205

e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Blogs

blogspotuea1    blogspotueamulembeira           blogspotueanguimba
         
ytlogo2   blog-poetenladen   logotips