testeira-loja

União dos Escritores é estável

Escrito por  Francisco Pedro

Francisco Pedro- Senhor Presidente, não acha que o surgimento de três entrevistas de escritores, nos órgãos de informação, sobre o estado atual da União dos Escritores Angolanos indica existir uma crise e vontades de antecipação das eleições só previstas para 2016, tempo que alguns candidatos consideram longo demais?

Adriano Botelho Vasconcelos - A UEA não vive uma crise de liderança. Tem dinâmica organizativa e institucional num quadro de legitimidade que só termina com a realização do próximo pleito eleitoral, concretamente em 2016, Março/Abril. Esse é o dado político inalterável e balizado na lei das Associações.

No entanto, posso garantir que não existe inércia, porque a Direção e o seu Secretário-geral, contista Carmo Neto, promovem eventos que enriquecem a vida cultural do país, e, numa simples retrospetiva, na verdade têm materializado os programas e há muito que já redesenham subprogramas que estão para lá das grandes linhas de ação sufragadas em 2013.

FP- Ao acentuar a data de Março de 2016, certamente fá-lo para esclarecer outros membros para além dos quatro escritores que numa nota defenderam cortar os 6 meses e meio de gestão aos atuais Órgãos Sociais?

ABV- Sim, é verdade que quatro membros foram signatários de uma missiva dirigida à Mesa da Assembleia Geral (AG). Pediram um esclarecimento sobre o término de mandato dos atuais órgãos sociais. Esclareci que a contagem dos três anos desse mandato teve início no dia da tomada de posse, esse é o aspecto nuclear, sem prejuízo da conclusão do mandato em curso dos atuais Órgãos Sociais que ainda podem nos próximos 5 meses concretizar as curtas e ordinárias tarefas do "Programa sufragado".

FP- O Ministério da Cultura tem cortado os apoios que fazem parte das parcerias essenciais. A crise económica que se vive hoje não afecta o desempenho da UEA?

ABV- O desempenho que se assiste e se vive é de louvar. Num quadro de uma economia bastante contraída, o segredo é complementar os orçamentos exíguos com novos apoios de sectores privados. E a Direção Executiva da UEA, felizmente, tem sabido contratualizar esses apoios financeiros para fazer face ao atual ambiente de cortes de apoio às instituições que fazem cultura, parente mais pobre das demais áreas da economia.

FP- Acha errada a visão dos potenciais candidatos que afirmam taxativamente que nada tem sido feito...

ABV- Desculpa interromper o seu questionamento. Esse discurso é já de campanha, melhor, de pré-campanha que não deveria ser tão longa, porque baseado em dados de puro ilusionismo político em fazerem vários ecos de inverdades para que se apaguem os feitos da Direção Executiva da UEA. Repito, temos "governo" e "garra", não existe inércia. Para dar um bom exemplo, até pelo alcance educativo do programa, o concurso "Quem me dera ser onda" tem agora dimensão nacional, saiu da grande metrópole cultural que é Luanda, e, naturalmente, foi determinante o apoio indispensável do "Banco SOL".

FP- Sr Presidente vai lutar por um terceiro mandato?

ABV- Não, só exercerei o meu direito de voto. Acredito que vencerá a melhor Chapa nas condições de aperto que a Instituição viverá. A Direcção executiva encontrará um nome para preencher o lugar que deixo vago, um confrade que possa com os demais canditados à Presidência falarem sobre o futuro da UEA e valores corporativos.

FP- Essa sua atitude contrária a períodos longos de pré-camapanha poderá ser encarada como uma coibição ao surgimento de candidatos à cadeira de Secretário-geral. É contra a pré-campanha?

ABV- É preciso explicar aos leitores que o nosso Regulamento Eleitoral é o que regerá a vontade política dos nossos membros candidatos. E os seus paradigmas determinam o tempo de campanha, asseguram o debate entre candidatos, normaliza a fiscalização dos processos, limita os montantes financeiros de campanha, etc. São negras para quem se recandidatar e para quem concorrer.

A UEA não vive mais as dificuldades de muitas associações de utilidade pública que não têm uma cultura e espaço de alternância. O Nosso Estatuto até limita os mandatos, só para ter uma ideia de como vivemos a democracia na Associação dos escribas.

Os potenciais candidatos têm sido avisados de que a UEA não precisa de passar à sociedade uma imagem de luta sem quartel e de agressividade permanente e fora do tempo de jogo razoável. Teremos a nossa Assembleia Geral, ato que ocorrerá daqui a 6 meses. Será o momento sublime de avaliação objectiva do que foi feito, edição de livros, programa saúde e de aprovação das contas e do património da UEA.

Até lá a linguagem dos candidatos deve ser o mais elevada para existirem pontes de diálogos e de respeito ao outro e de conhecimento dos feitos da actual direcção executiva. Os candidatos devem e podem até divulgar o que vão fazer de melhor em relação ao programa sufragado, até porque a cronologia dos programas e planos tem o seu tempo de vida e são as eleições que renovam os horizontes.

Esses horizontes quais são e como podem marcar a qualidade das propostas? E depois na hora do pleito, não será pedir demais que todos os candidatos digam onde vão "encontrar os recursos". Será também o momento de clarificação das promessas, um realismo que deve ser ainda maior nos ciclos de retração dos países.

Somos tão poucos e, naturalmente enquanto Presidente da AG, o meu papel será sempre o de estimular a partilha de interesses corporativos, abrir linhas de diálogos e convergências e zelosamente cumprir os Estatutos. Nesse momento marcado por um ambiente que não estimula o apoio às atividades culturais por parte dos privados e não só, certamente interessa virar o dinamismo de cada membro fundador e não fundador claramente a favor do objectivo comum: mobilizarmos mecenas para que se edite e bem os nossos sonhos. O dinheiro não gosta de ambientes crispados por falta de causas.

Ler 833 vezes

Contacto

AV. Ho-Chi-Min, Largo das Escolas
1.º de Maio - CEP 2767 Luanda

Telefone: (222) 322 421 Fax: (222) 323 205

e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Blogs

blogspotuea1    blogspotueamulembeira           blogspotueanguimba
         
ytlogo2   blog-poetenladen   logotips