testeira-loja

quarta, 06 janeiro 2010 21:13

Um Inquietante Objecto Pós-Moderno

A benevolência de alguns amigos e a expectativa compreensivelmente ingénua de alguns jovens candidatos a escritores têm-me levado, nos últimos tempos, a revestir-me desta estranha pele de apresentador e crítico de livros, o que, confesso, me tem forçado, vez por outra, a delicados exercícios entre a norma social da cordialidade e o imperativo intelectual do rigor analítico.
Publicado em Críticas e Ensaios
Há sempre muitas formas de se percorrer um livro. Para melhor compreender e apreciar Império, mito e miopia - Moçambique como invenção literária, de Francisco Noa, um bom método pode estar no recurso à própria mão do autor, o que significa revisitar alguns dos textos que ele vem nos apresentando desde que escolheu mergulhar no terreno algo pantanoso da chamada literatura colonial.
Publicado em Críticas e Ensaios
Dentre os numerosos estudos dedicados ultimamente à Literatura Angolana, muitos são os que lentamente têm ajudado a compor o seu quadro de fundo, na medida em que deixam entrever as perspectivas com que os contemporâneos souberam apreender os significados nela contidos.
Publicado em Críticas e Ensaios

"À Giovanna, com sua força nascente, gerada com a paz, para saber mais tarde que, apesar de tudo, ainda há muitos como Tyl em Angola e no mundo".

"A alegoria, segundo Walter Benjamin, não tem apenas o sentido tradicional que a Retórica lhe atribuiu. Possui um significado subjacente, sendo capaz de, figuradamente, "dizer o outro", desvelando criticamente aquilo que se encontrava reprimido".

 

Publicado em Críticas e Ensaios
Entre catástrofe e desespero, gritos e suspiros, lágrimas e sombras, também desabrocham Os pequenos botões sonham com o mel, de Carla Queiroz, jovem poeta angolana, vencedora do Prêmio António Jacinto/ 2001.
Publicado em Críticas e Ensaios
Paula Tavares funda em Angola uma nova dicção poética que repensa a questão da sexualidade reprimida das mulheres.
Publicado em Críticas e Ensaios
Em conjunto com as preocupações e medidas de protecção do património histórico em qualquer das suas vertentes (como, por exemplo, a pintura, a escultura ou a arquitectura)
Publicado em Críticas e Ensaios
“... a poesia é, literal e propriamente falando, “incriticável’’. Criticar poesia, fazer crítica de poesia com aquela confiança e tradicional boa consciência nossa conhecida, é o mesmo que criticar o Sol e as estrelas”.
Publicado em Críticas e Ensaios
De «Voz da Terra» (1974) (1) a «Emoções» (1988) passando por «Células de Ilusão Armada» (2) (1983), uma primeira constatação se pode fazer sobre a poesia de Adriano Botelho de Vasconcelos: o escritor é um poeta em procura, em construção!
Publicado em Críticas e Ensaios
O facto de ser chamado a depor num encontro de professores e especialistas das literaturas africanas de língua portuguesa dá-me a garantia de que, não podendo incluir-me em nenhuma destas categorias ao abordar a questão da intervenção das chamadas expressões tradicionais nos domínios da produção literária.
Publicado em Críticas e Ensaios

Contacto

AV. Ho-Chi-Min, Largo das Escolas
1.º de Maio - CEP 2767 Luanda

Telefone: (222) 322 421 Fax: (222) 323 205

e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Blogs

blogspotuea1    blogspotueamulembeira           blogspotueanguimba
         
ytlogo2   blog-poetenladen   logotips