testeira-loja

Este trabalho é relevante porque pretende fazer uma reflexão sobre o processo de construção identitária do afrodescendente na escola.
Publicado em Críticas e Ensaios
Primeiramente, convém situarmos uma breve alusão ao título deste artigo intitulado "A escritura engajada e transculturada de José Luandino Vieira" para a compreensão dos parâmetros
Publicado em Críticas e Ensaios

Introdução

A Constituição Federal (Lei 4.3/85, Art. 215) garante igual direito às histórias e culturas que compõem a nação brasileira, bem como o acesso às fontes da cultura nacional a todos os brasileiros.

 

Publicado em Críticas e Ensaios
Tratarei, aqui, de alguns aspectos da obra de Arlindo Barbeitos, poeta e intelectual angolano. Meu interesse é apresentar sua poesia, mesmo que de maneira introdutória, relacionando-a a aspectos de sua produção acadêmica ou ensaística.
Publicado em Críticas e Ensaios
Nesse curto ensaio, pensaremos a identidade no diálogo com o poema "Identidade", de Mia Couto. Num diálogo, investigaremos em que medida a identidade moçambicana não pode ser cindida da identidade de cada homem; são questões coreferentes.
Publicado em Críticas e Ensaios
Nossa dissertação de mestrado na área de estudos Comparados de Literaturas em Língua Portuguesa da Universidade de São Paulo tem por objetivo propor aproximações/diálogos entre o brasileiro Câmara Cascudo e o angolano Óscar Ribas.
Publicado em Críticas e Ensaios
O estudo que se apresenta busca analisar a obra Um rio chamado tempo uma casa chamada terra do escritor moçambicano Mia Couto, sob a perspectiva do ritual da morte como travessia entre a tradição e a modernidade, evidenciando-se o renascimento dos valores africanos.
Publicado em Críticas e Ensaios
Os diversos povos, que habitavam o continente africano, muito antes da colonização feita pelos europeus, dominavam várias áreas do conhecimento humano: com técnicas de agricultura, mineração, ourivesaria e metalúrgica.
Publicado em Críticas e Ensaios
A colonização portuguesa em África estabeleceu como método de dominação não apenas a força bruta, mas outros recursos de controle, como a dominação cultural.
Publicado em Críticas e Ensaios
Este ensaio é dedicado ao professor Jacques Depelchin In response to Biafra´s attempted secession, the nigerian government crushes the resistance of the Ibos. Particularly horrifying is the government´s use of the politics and strategy of starvation. Between 600,000 and 1,000,000 Ibos are killed in battles and massacres, or die of famine and disease.i
Publicado em Críticas e Ensaios
Pág. 4 de 30

Contacto

AV. Ho-Chi-Min, Largo das Escolas
1.º de Maio - CEP 2767 Luanda

Telefone: (222) 322 421 Fax: (222) 323 205

e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Blogs

blogspotuea1    blogspotueamulembeira           blogspotueanguimba
         
ytlogo2   blog-poetenladen   logotips