Imprimir esta página

Tomaz Videira da Cruz

Não sei, por estas noites tropicais

O que me encanta…

Se é o luar que canta

Ou a floresta aos ais

Poema do livro Ao som das marimbas

Tomaz da Cruz publicou Quissange – saudade negra (1932), a que se seguiram «Tatuagem (1941) e Cazumbi (1951), o seu estilo é identificado com as experiências poéticas oitocentistas.

Tomaz da Cruz tinha “um ponto de vista limitado pelo pensamento colonial, deve ser hoje por nós compreendido, dado o tempo de inserção e o esforço sincero numa adesão, se discutível, pelo menos honestamente romantizada”, assim, com essas palavras, o professor Manuel Ferreira coloca esse escritor no painel dos criadores angolanos por termos que assumir toda a dimensão criativa da história da literatura angolana.

Informação Adicional

  • Nascido em: 1900-04-22
  • Naturalidade: Ribatejo-Portugal
  • Gênero literário: Poesia