Livro Online

 

A Cidade tinha muitos sítios e monumentos majestosos. A estátua de Cristo-Rei, no cimo de uma grande montanha, a Senhora do Monte, um Sítio belo, com o verde permanentemente vivo, com jardins semeados de relva e flores, de diversas espécies e tons.

Tinha também um parque infantil e uma grande piscina que ficava tão colorida com pessoas alegres e bem-dispostas trajando fatos de banho de mil e uma cores.

A completar o colorido, surgiam as toalhas, chapéus, guarda-sóis, espreguiçadeiras, tudo convidando ao bem-estar da mente e do espírito...excerto da pág.10

O Jacaré Humanizado

A mana Muturi dirigiu-se à lavra para fazer alguns trabalho. A duzentos metros estava uma lagoa, que nunca deu qualquer problema à população. O filho de quatro anos que levou consigo estava cansado e sonolento. A mana Muturi achou por bem pô-lo a dormir à sombra duma árvore, ali perto. Estava um pouco atrasada com o serviço e depois de ajustar o pano à obra.

A determinada altura o coração da mana Muturi começou a bater de mais, como de alguém que cometeu um crime...excerto da pág. 75

«O Que Vejo Posso Transformar Em Arte, Só Que Não Consigo Escrever»

 

Nesta época do ano, o litoral é quente e húmido, o que em nada alivia o stress; daí depositar esperanças na terapia do chuveiro. Posto em casa, nada de água na torneira, banho frustado! É que, como raramente a água falha, perdi o hábito de ter alguma reserva. Dei meia-volta em direcção ao Largo de África para tirar a poeira do carro. Apenas um «limpador» se encontrava em serviço, engajado já em outra empreitada. Não era prudente esperar pela nossa vez, dada a natureza gasosa do tempo em rádio...excerto da pág. 89

A Balconista de Windhoek

   Outro dia, depois que desci do táxi, cheguei à Farmácia. Nada demais: andar de táxi numa cidade que não conhecemos é normal. è até agradável, enão custa suor algum. Isso foi na véspera do dia da Independência da Namíbia.
   Conheci, então, uma senhorita que, à primeira vista, pareceu-me porreira. Atendia numa farmácia: logo à entrada deu para perceber que falava com outras colegas numa língua, para mim, estranha. Refiro-me ao africânder...excerto da pág.9

Cinzas de Imbondeiro

Agora, das cinzas, formam-se nuvens, no pilar
Do Edifício construído, como se fora
Um Imbondeiro de raízes de aço
Fixadas na terra.
E com o suor do trabalho, a realizar a
Argamassa, com que se ergue o edifício da vida.
Que suporta os alicerces, firmes, de uma bandeira.
E de uma ideia, simples,
Que se persegue
Resoluto... Excerto da pág. 11

Pág. 1 de 38

Contacto

AV. Ho-Chi-Min, Largo das Escolas
1.º de Maio - CEP 2767 Luanda

Telefone: (222) 322 421 Fax: (222) 323 205

e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Blogs

blogspotuea1    blogspotueamulembeira           blogspotueanguimba
         
ytlogo2   blog-poetenladen   logotips