Bio Quem

Ana Maria Branco

“Deitei-me a chorar com um livro aberto.../Sem saber, porque/ chorava e o que lia/Lia uma história de um amor, tão triste que fazia/ Chorar.../Chorava e lia. A primeira/página os olhos ardiam-me/ A segunda ao choro já não podia ser eu/A terceira minha almofada transpirava de molhada/Que tristeza e história de amor lia eu/A quarta,quinta, sexta página .../Quis morrer por sentimento/ E dor de alguém que não conhecia/A madrugada não compreendia o porque/Que eram tão sentidas e reais as minhas lagrimas/Os soluços mansos foram as mãos da asfixia/ Queria acordar, mas não era possível/Porque não dormia” Extractos do poema “O Livro” In: Jornal de Angola, Vida Cultural 2000

Ana Maria José Dias Branco, nasceu a 24 de Maio de 1967, no município de Lucapa, província da Luanda Norte. Fez os estudos primários no colégio de Madres, Sagrado Coração de Maria, em Anadia – Coimbra, Portugal e os estudos Secundários na Escola secundaria de Albergaria- a- Velha, Aveiro, Portugal e ainda o Curso de Química, feito no então Instituto Karl Marx, hoje IMIL (Instituto Médio Industrial de Luanda) e o Curso de Ciências Sociais no PUNIV - Luanda.

“Tantas certezas tinhas quando me conheceste... Tantas promessas fizeste naquele dia ... Tantas juras fizeste-me jurar... Tantos beijos trocamos em nosso tão curto tempo...

E esse curto tempo passou e dele nada sobrou. Fui-te fiel e amei-te todos os dias Com meus olhos cálidos da água já cativa Pelo coração sereno de um lobo arrependido Por ter tido um tempo, ao ser de tão pouco.

Hoje passas jovialmente por mim... Como jacintos em correria por algum florido Onde fatalmente despedaçada deixas-me moribunda, Neste pedestal... Ao sol e á chuva. Á fome e á sede. Á escuridão sem certeza de que luz existe realmente.

Extractos do poema “ Promessas e Juras” In Jornal de Angola , Vida e Cultura - 2000”.

Vencedora do Prémio Literário António Jacinto, em 1997 com a obra Meu Rosto Minhas Mágoas e nomeada ao Prémio Galax 97, na categoria de escritor do ano. Ana Maria Branco, representa a poesia feminina Angolana na Antologia da Poesia Feminina dos PALOP. Tem para edição as obras: Maria a Louca da Janela,(conto), A princesa Cioca (conto infanto juvenil). O Livro (poesia) As Mãos de Deus e do Diabo ( prosa), O bico da Cegonha (poesia) A Despedida de Mi (poesia por acabar). É membro da União dos Escritores Angolanos desde 1997, onde já fez parte da sua direcção.

Informação Adicional

  • Nascido em: 1967-05-24
  • Naturalidade: Lucapa - Luanda Norte
  • Gênero literário: Poesia

Contacto

AV. Ho-Chi-Min, Largo das Escolas
1.º de Maio - CEP 2767 Luanda

Telefone: (222) 322 421 Fax: (222) 323 205

e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Blogs

blogspotuea1    blogspotueamulembeira           blogspotueanguimba
         
ytlogo2   blog-poetenladen   logotips